Período de torrenciais chuvas em São Paulo e você precisa podar ou cortar árvores na sua casa?

SAIBA MAIS

Segundo a Administração Pública da Cidade de São Paulo, são estimados 200 pedidos diários para a poda ou corte de árvores em áreas privadas.

Devido ao quadro limitado de funcionários nas agências públicas e as inúmeras solicitações, em período de chuvas como o que estamos vivenciando na cidade de São Paulo, muitas árvores acabam caindo gerando danos materiais e comprometendo a vida dos munícipes.

Como tentativa de solucionamento do demasiado prazo no atendimento destes pedidos, o prefeito Bruno Covas sancionou a Lei Municipal nº 17.267/20, da qual traremos as principais alterações abaixo:

  • A poda e corte de árvores em áreas particulares será permitida aos munícipes, empresas ou profissionais por ele contratados, desde que orientado por engenheiros agrônomos, florestais ou biólogos devidamente inscritos em seu órgão de classe, que se responsabilizarão pelo procedimento.
  • Sobre as podas em áreas públicas, a diferença é que antes, a prefeitura precisava ter com antecedência um laudo emitido por um agrônomo autorizando a poda antes que a equipe chegasse ao local. Agora, esses profissionais terão autonomia pra autorizar o serviço no próprio endereço. O profissional terá que fazer um laudo juntamente com a ART e entregá-lo à subprefeitura da região.
  • A multa para quem desrespeitar as novas regras será de R$ 815 por árvore podada em desacordo com a legislação.

Vale lembrar que as principais alterações referem-se às áreas privadas da cidade de São Paulo.

A SIAWISE alerta que as podas e cortes desnecessários e inadequados podem comprometer importantes coberturas vegetais da cidade de São Paulo, da qual já sofre com a ausência de áreas permeáveis, temperaturas elevadas e diminuição de espaços verdes.